Quizes e Testes Sempre uma coisa nova para você. Só clicar.

O amanhecer no Rio.


Tentei ao máximo não tocar nesse assunto por aqui, porque vejo o PMD como um escape da enxurrada de informações (maior parte delas ruins) a que somos expostos e buscamos algo leve e no mínimo “agradável” na Web. Entretanto, a situação atual de crise política – econômica – moral que estamos vivendo me obriga a demonstrar um posicionamento. 

Entendo que vivenciamos um golpe de Estado em que o apoio popular em relação a situação econômica e política do país levou ao poder a tradição de pobre é pobre e rico é cada vez mais rico. O apoio popular era a tradução de um pedido de mudanças, de que a política fosse em benefício do povo é não da administração representativa dos Estados (que foram eleitos por voto popular, o que mostra que ainda temos muito que aprender sobre o valor do voto na democracia de direitos). Esperava-se com o afastamento da Presidenta Dilma Rousseff, iríamos colocar um fim a essa inércia administrativa e ao início de uma possível moralidade governamental. Não aconteceu. Em semanas a popularidade do “presidente regente” ficou tão ruim quanto de sua antecessora.

Da mesma forma, aconteceu com o Estado do Rio de Janeiro, que foi a “bancarrota” tendo colocado todas as suas fichas no Capital do Pré-sal. Com campanhas de marketing, o ex-governador (sumido, desaparecido, ausente, não é comigo, quando estava no Governo não era assim) Sergio Cabral gritava ao mundo “o petróleo é nosso”. Quem diria que o mundo fosse responder: “quem se importa”?

Vendo que a situação não estava favorável, O capitão Cabral renúncia deixando para o seu primeiro imediato a função. O imediato não deu conta do recado e até por tamanho pepino deve ter influenciado nessa horrível doença que está tratando (desejamos melhoras). O navio não pode ficar sem capitão e recrutam Matusalém para o serviço. A ele cabe a resolver o motim dos servidores (uma vergonha. Passando dificuldades com salários a receber de Maio quando estamos em Julho! E as forças policiais que são nossa ÚNICA forma de defesa contra a violência passando necessidades? Vergonha.) e colocar o barco novamente para caminhar. 
Aos fluminenses, a única coisa que desejamos é que se acerte o Estado para que todos nós voltemos a apreciar imagens de beleza única que o Rio de Janeiro oferece.

Comentários

comentários

O amanhecer no Rio. by Paranóia Magazine Digital is licensed under a Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International License.