Quizes e Testes Sempre uma coisa nova para você. Só clicar.

Música, what happened to you?


girl

Depois de um longo hiato de problemas técnicos e de todos os meus incríveis posts terem sido perdidos (repostei alguns que eu tinha no pc), estou de volta para continuar metendo o pau, mas com muito garbo e elegância.

Hoje vou falar de “música”, ou seja, lá o que estão fazendo hoje em dia…  PRE-PA-RA!

Já repararam em como a mera menção de uma simples palavra pode arruinar o seu dia? Antigamente era “Tô nem aííí, tô nem aíííí”…

Essa versão Perla 2013 contaminou mais que a peste bubônica (ou peste negra, porque essa coluna também é cultura!) e impregnou o ipod de toda patricinha que se acha poderosa. É como se a Anitta tentasse ser a Sandy E a Valeska numa só pessoa. Convence alguém? Saudades de Kelly Key e seu Baba Baby!

E “ahh leklekleklekleklek”? Parece uma risada deficiente, e é o que afinal? Um jeito comunidade de falar “moleque”? E não entendo a coreografia que parece que você tá limpando um vidro imaginário… “Girando, girando, girando de um lado”, eles giram tanto que me dá labirintite… Próóóóóóóóxima!

Antigamente pelo menos havia uma certa preocupação em escrever uma letra, nem que fosse contando a trajetória de um corno, mais um pé na bunda, metáforas cafonas de amor, mas hoje me parece que QUALQUER junção silábica vira música!

“Eu quero tchu, eu quero tchá. Tchu tchá tchu tchá…”

“Tchetchereretchetchetchreretchetche…”  Isso parece um gaúcho com derrame, poha!

Por que é sertanejo universitário, se parece que nem foram alfabetizados? Só se foram na Estácio…

E o Oba Oba Samba House…

Criaturas com calças embaladas a vácuo com cores fluorescentes, camisas com decote V até o umbigo e vozes de adolescentes em eterna transição, eu aprendi a conviver. Assim como tive que aprender a tolerar o vesguinho do meteoro da paixão, o “Ai se eu te pego” do Michel Teló, a voz de indigestão da Paula Fernandes e todas essas pessoas que sabe Deus porque fazem sucesso. Mas agora, Oba Oba Samba House é demais para mim. (Não vou nem começar a comentar sobre tamanha escrotidão do nome desse ‘grupo’)

Um belo dia, quatro caras se sentaram e pensaram: “Como eu posso f*** ainda mais o cenário musical brasileiro? Já sei, vamos adotar um visual do sertanejo universitário, pegar músicas de bandas conhecidas e fazer uma versão em PAGODE”, e voilá, fizeram um Medley com Use Somebody do Kings of Leon e Otherside do Red Hot e botaram o povo p/ SAMBAR! Com um inglês digno de Joel Santana e uma voz de Alexandre Pires, diga-se de passagem.

Se você achou inovador você é retardado, reveja seus conceitos, porque inovar é criar algo novo e não pegar música alheia (Rende processo? Vamos mostrar p/s bandas originais, quero ver a reação do Dave Grohl!), MASSACRAR sem dó nem piedade e adicionar um cavaquinho.

Vou parar por aqui antes que eu comece a falar do Sambô…

Comentários

comentários

Música, what happened to you? by Paranóia Magazine Digital is licensed under a Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International License.