Quizes e Testes Sempre uma coisa nova para você. Só clicar.

Jogador N.1 – Crítica

 

O filme é ambientado em 2045, com o mundo à beira do caos e do colapso. Contudo, as pessoas encontraram refúgio no OASIS, um amplo universo de realidade virtual criado pelo genial e excêntrico James Halliday (Mark Rylance). Quando Halliday morre, ele deixa sua fortuna para a primeira pessoa que encontrar um easter egg escondido por ele mesmo em algum lugar do OASIS, dando origem a uma competição mundial. Quando um jovem e improvável herói chamado Wade Watts (Tye Sheridan) decide participar da competição, ele é lançado a uma caça ao tesouro arriscada e capaz de distorcer a realidade através de um fantástico universo de mistérios, descobertas e perigos.

Spielberg dirige o filme a partir de um roteiro assinado por Zak Penn e Ernest Cline. O filme é produzido por Spielberg, Donald De Line, Kristie Macosko Krieger e Dan Farah, com produção executiva de Adam Somner, Daniel Lupi, Chris DeFaria e Bruce Berman.

Estreia prevista para 29 de março de 2018

Para acessar a crítica, clique aqui

 

4

Nossa Opinião

Não posso negar que sou fã do Steven Spielberg, mesmo que eu não venha gostando tanto dos seus últimos trabalhos (Mentira. Não gostei foi de Guerra dos Mundos.), sempre tenho a expectativa que vou me surpreender. Nesse filme eu confesso que era bem baixa, porque se tratava de tradicional clichê em dramaturgia o roteiro: corrida do ouro. Diversos filmes assim já foram feitos (“Rat Race” foi o primeiro que me veio a mente) mas a novidade aqui é o público. Esse público novo, que compreende novas tecnologias como rotina, que talvez venha motivada ao cinema por se tratar de algo natural a sua cultura é quem o filme deseja se relacionar principalmente. São inúmeras referências pop durante todo o filme (acredito que só os mais nerds como eu pegarão todas) e tem para todos os gostos. Não se preocupe, mesmo não sacando todas as referências, sua experiência não será comprometida pois Spielberg sabe contar uma história como ninguém. A experiência em IMAX 3D do filme é fabulosa! Imagino que seja assim também em salas 4D e já recomendo de cara. Diversão e ação garantida

Comentários

comentários

Jogador N.1 – Crítica by Paranóia Magazine Digital is licensed under a Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International License.