Crítica: The Boys – Amazon Prime Video

A nova produção da Amazon Prime em parceria com a Sony Pictures Television é baseada nos quadrinhos homônimos de Garth Ennis e Darick Robertson e apresenta uma realidade na qual super-heróis são celebridades arrogantes que usam seus poderes para benefício próprio. A série que teve o início do seu desenvolvimento em 2008 entre a Columbia Pictures e a Paramount Pictures. Somente em 2016 o canal a cabo Cinemax oficializou a adaptação do quadrinho para uma série de televisão.

A produção estava sendo desenvolvida por Eric Kripke, Evan Goldberg e Seth Rogen. Kripke foi definido para escrever a série, enquanto Goldberg e Rogen foram definidos para dirigir. Produtores executivos foram citados como Kripke, Goldberg, Rogen, Neal H. Moritz, Pavun Shetty, Ori Marmur, James Weaver, Ken Levin e Jason Netter. Garth Ennis e Darick Robertson foram definidos como produtores co-executivos. As produtoras envolvidas com a série incluíram a Point Grey Pictures, a Original Film e a Sony Pictures Television.

Para a surpresa de todos, em novembro de 2017, a Amazon Prime havia dado à produção uma ordem de série para uma primeira temporada consistindo de oito episódios. A série estava em desenvolvimento na Amazon há alguns meses antes do anúncio do pedido da série. Também foi relatado que a equipe criativa anunciada anteriormente ainda estava anexada à série. Entretanto, em função de conflitos de agendas,  Seth Rogen e Evan Goldberg tiveram que deixa o projeto.

A série funciona com a premissa de que a fama sobe à cabeça, alguns super-heróis passam a se corromper e usar seu status para se promoverem ainda mais, o que pode colocar em risco a própria população. Pensando nisso, uma equipe da CIA foi preparada para cuidar desse caso. Conhecidos como “os meninos”, esses agentes têm a missão de vigiar o trabalho dessas personalidades, assim como controlar o surgimento de novos heróis.

Creative Commons License
Crítica: The Boys – Amazon Prime Video by Paranóia Magazine Digital is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 Brazil License.
4

Nossa Opinião

Foi uma grata surpresa essa série. O fato dessa premissa incrível que a série propõe já era de criar uma grande expectativa. Poderia ser um enorme flop como já assistimos anteriormente. Para nossa sorte, esse não foi o caso. Ela é extremamente bem feita e sempre deixa um gostinho de quero mais. Muito feliz com o resultado e feliz de saber que a série já está renovada para uma nova temporada. ENTRETANTO, essa série não é da Marvel e não foi feita para crianças, mesmo se tratando de super-heróis.  Há várias cenas de nudez, violência e linguagem agressiva. Recomendo muito 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *